twitter
    Find out what I'm doing, Follow Me :)

Combata a insónia de um vez por todas.

Depois de dormir as tradicionais oito horas de sono, você acorda cansado e passa o dia sonolento, com a atenção reduzida e irritado. No dia seguinte, a sua noite acaba às 3h da manhã e nada de conseguir pegar no sono novamente. Características da insónia, estes sintomas acometem um número significativo de pessoas que sofrem de distúrbios do sono.

"O sono é uma necessidade fisiológica como qualquer outra, sendo necessário para a saúde física e mental", explica o neurologista da Unifesp Luciano Ribeiro Pinto Júnior. Um sono bem dormido é um dos responsáveis pela produtividade do dia que se segue. "De forma geral, um sono não reparado, ou 'mal dormido', leva a um estado de indisposição e cansaço, além de deixar o raciocínio confuso e lento", complementa Ruth Ferreira Santos, psicóloga do Instituto do Sono da Unifesp.

Mais comum entre mulheres acima dos 45 anos, a insónia vem deixando muita criança em idade escolar com o sono comprometido. "

Segundo o neurologista Luciano, a insónia, em sua maioria, é fruto de problemas psicológicos, como a ansiedade e depressão. "Além destes factores, as condições de vida de uma pessoa também podem ajudar a perpetuar a insónia, a exemplo das relações familiares e profissionais", comenta o médico.

Para um tratamento adequado da doença, é necessário que se descubra quais são os motivos que levam a pessoa a ter noites de sono mal dormidas. Além de remédios, a mudança de comportamento no dia-a-dia é fundamental para uma melhora efectiva na qualidade do sono.

0 comentários:

Postar um comentário